Veja como não ter um celular hackeado

    Os meios de comunicação estão cada dia mais otimizados. Hoje, nos comunicamos por meio de inúmeros apps que nos acarretam esse contato mais aproximado, seja com nossos familiares, amigos ou no ambiente de trabalho. Contudo, faz-se necessário precavermos sobre os celulares. Você tinha noção que um celular hackeado pode ocasionar diversos problemas à sua vida, não?

    Neste artigo iremos mostrar certos cuidados que são necessários a fim de que você não passe por este infortúnio. Uma vez que, se seu celular for “invadido”, corre o risco de você ter suas senhas descobertas, mensagens “vazadas”, perdas de documentos importantes, etc.

    Não desperdice mais tempo e observe neste exato momento o que fazer a fim de evitar este empecilho, assim como saber se seu iPhone já se encontra hackeado. Vamos nessa?

    5 indícios que sugerem que você tem um celular hackeado

    Problemas de bateria

    Antes da fama do iOS e do Android, problemas de carga eram um indício infalível de um celular hackeado . E baterias bastante aquecidas permanecem sendo uma inquietação quando se trata de Smartphones.

    Caso você esteja aproveitando ao máximo o seu Smartphone, utilizando vários aplicativos, então possivelmente está acostumado com uma bateria superaquecida. Você é capaz de ainda mesmo ter levado o smartphone na loja e questionado sobre isto, unicamente para ter certeza de que isto é comum em Celulares.

    Porém, também é capaz de ser um indício de que algum programa está atuando em segundo plano, proporcionando que alguma pessoa o espie. Entenda que antigos aparelhos não possuem uma energia excelente, então exclua qualquer hipótese para entender o que está acarretando isso.

    Crescimento do uso de dados

    Você precisa prestar bastante atenção nas suas contas de telefone. Com isto, você pode economizar muita grana, pois você poderá ver se alguém está fazendo ligações sem você saber. Assim como uma forma de descobrir spywares ou malwares.

    Entendemos que vários softwares usam muitos dados, mas é muito simples reduzir o uso de dados do seu Smartphone. Isto vai ajudar principalmente quando estiver conectando-se a uma rede de Wireless. Porém, softwares mal intencionados usam o seu pacote de dados para enviar informações a respeito de você para uma fonte externa.

    A não ser que você baixou recentemente um app o qual requer bastante carga e dados, assimilará quantos dados você utiliza por mês. Se isso ampliar drasticamente, precisa constatar por que está acontecendo. Caso não consiga encontrar o porquê, talvez um invasor esteja interferindo em suas mensagens .

    Softwares e propagandas indesejadas

    Estamos tão acostumados com a interface do nosso telefone que é simples não se lembrar que você fez o download de um software. Pode ficar lá despercebido por alguns bons meses ou até você reencontrá-lo. Entretanto, é vital compreender justamente o que acha-se no seu iPhone, particularmente aqueles softwares os quais são operados em segundo plano.

    Um deles é o Hummer, um Malware que contaminou dispositivos Android em todo o planeta no momento em que apareceu em 2014. Com grandes concentrações de celulares hackeados em países como Índia e Filipinas, tornou-se o vírus de Android mais habitual em todo o mundo.

    Com uma média cotidiana de 1,2 milhões de dispositivos atingidos, o Hummer pode ocasionar um tráfego amplo de anúncios, por isso, ao perceber um aumento na utilização de dados, procure ajuda profissional, uma vez que este vírus também está sendo propagado no mundo todo.

    Falhas de funcionamento

    O Hummingbad, um cavalo de Troia semelhante ao Hummer, já afetou aproximadamente dez milhões de vítimas. Tal como acontece com o Hummer, ele acha seu caminho num aparelho no momento em que o utilizador baixa involuntariamente um software que encontra-se simulando ser outro programa – uma variante falsa do YouTube ou WhatsApp, por exemplo.

    Criminosos virtuais estão fazendo 300 mil dólares por mês, rodando tais apps e promovendo anúncios pop-up. O malware inclusive é capaz de ter acesso aos seus dados e, então, exibe informações para um servidor monitorado pelo Yingmob, um grupo de hackers chineses. Isso significa que eles podem captar a totalidade das suas mensagens.

    Todos esses dados que encontram-se sendo enviados e obtidos reduzem significativamente o desempenho do seu telefone. E isso não se aplica apenas ao Hummingbad – você veria problemas de desempenho desse padrão com qualquer outro software maléfico.

    Mensagens estranhas

    O que é capaz de parecer unicamente um incômodo, spam ou um número errado é capaz de, realmente, ser um sinal de que algo não está certo com seu Smartphone.

    Mensagens de SMS estranhas contêm uma sucessão aleatória de algarismos, caracteres e símbolos, o que pode parecer, à primeira vista, apenas estranho, mas não obrigatoriamente malicioso.

    O motivo mais provável disso é um erro no spyware empregado pelos bandidos virtuais. Caso ele não seja instalado corretamente, essa mensagem aparece em sua caixa de entrada, na ocasião em que era para ter passado despercebida.

    De maneira igual, caso seus amigos ou familiares avisem que você está lhes encaminhando textos diferentes ou e-mails, isso é um aviso de que você está com o celular hackeado.

    Celular Hackeado: Saiba o que Fazer

    celular-hackeado Você tinha noção que você pode ter o celular hackeado e que as probabilidades de isso ocorrer são muito maiores do que você imagina? Consoante a Nokia, o número de dispositivos invadidos por vírus e malwares não para de crescer, tendo atingido os índices mais altos possíveis no ano passado.

    A grande parte dos aparelhos comprometidos é Android, contudo proprietários de iPhones também não estão a salvo. O pior de tudo é que diversas vezes o utilizador nem mesmo sabe que está com um celular hackeado. Dessa maneira, detectar que o seu aparelho foi hackeado é tão fundamental quanto saber como se resguardar.

    Nesse texto, abordamos uma sucessão de sugestões práticas a fim de que você possa entender como este problema é capaz de se tornar uma ameaça significativa, afetando as suas informações pessoais e podendo representar ainda mesmo a perda total do seu telefone celular.

    Redução da capacidade da Bateria

    bateria-fraca Um dos primeiros indícios que um celular hackeado mostra é o de uma duração de carga muito curta. Isso ocorre porque, nessa situação, é capaz de existir um ou mais softwares rodando em segundo plano, gastando toda a energia do seu aparelho. Quanto mais apps maléficos estiverem presentes, maior será o consumo.

    Se, de fato, tiver um celular hackeado, procure desativar a utilização de dados em segundo plano, desinstalando apps somente para verificação. Por fim, faça um backup e restaure as opções de indústria se o inconveniente continuar.

    Dados sumindo sem interrupção

    Da mesma maneira que softwares maliciosos sugam a carga da bateria do celular em segundo plano, existem Malwares e vírus que usam o seu plano de dados para acessar certos conteúdos ou espalhar informações dos mais diversificados tipos na rede.

    A fim de conseguir esta conexão, usufruem-se não unicamente na ocasião em que você está logado no WiFi, mas de outras conexões 3G e 4G. Desse jeito, a determinante forma de entender como está o seu consumo de dados é baixando o software oficial da operadora. Se o consumo estiver bastante elevado da noite para o dia, suspeite.

    Outra maneira eficaz de atenuar o problema é desativar a utilização da rede de dados quando você não estiver empregando. Porém, se isso não resolver o problema, de novo, a mais apropriada opção é restaurar as especificações de fábrica.

    Demonstração de propagandas

    Vários aplicativos que você baixa na Play Store incluem propagandas. É a exibição delas que permite que o desenvolvedor seja recompensado, particularmente em softwares de graça. Mas, certas pessoas mal-intencionadas irão além e colocam spywares no seu aparelho para que publicidades aleatórias sejam exibidas em diversos lugares.

    Além delas deixarem o seu celular mais vagaroso, pois é necessário carregar mais itens antes de efetivar uma determinada função, as publicidades indesejadas consomem também o seu plano de dados. Enquanto isso, a pessoa mal-intencionada, que foi capaz de inseri-las dentro do seu telefone celular, ganha alguma quantia no momento em que um anúncio surge.

    Uma boa dica para sumir com este problema de uma vez por todas é baixar um aplicativo antispyware e rodá-lo. A grande parte dos softwares disponíveis no mercado são capazes de identificar as principais ameaças, tirando-as diretamente ou indicando a você em qual lugar elas estão.

    Envio e recebimento de SMS duvidoso

    Caso os seus amigos estejam reclamando que você está enviando mensagens de texto estranhas para eles ou se você estiver recebendo informações confusas através de mensagens, este é um grande sinal de alerta. Isto quer dizer que você encontra-se com um celular hackeado.

    Além disso, existem programas feitos a fim de explorar esta vulnerabilidade nos equipamentos, acessando a sua lista de contatos e emitindo links que apontam para páginas maliciosas. Aplicativos antispyware costumam solucionar o problema e identificar a origem da vulnerabilidade, contudo é vital que ele esteja instalado e executando também.

    Baixe aplicativos de confiança

    Quando um app é colocado na loja oficial, antes de tudo ele passa por uma revisão por parte da Google ou da Apple. Isso diminui consideravelmente as probabilidades de que ele esteja contaminado com itens maléficos. Mas, no momento em que você instala apps suspeitos, você está dando brechas para ter um celular hackeado.

    Um celular hackeado pode provocar tantos aborrecimentos quanto um celular roubado. A particularidade é que no caso de roubo tem como se resguardar caso você tenha um seguro para celular. Você pode até passar por uma situação incômoda, mas no fim consegue resgatar a grana investida.

    Já na hipótese de um celular hackeado, suas perdas podem se tornar não reversíveis. Descrições financeiras roubadas, dados de celular utilizados e que não poderão ser repostos, além da possível perda de arquivos fundamentais.

    Por isso, a orientação central é que, além de possuir sempre instalado e operante um app antivírus, antimalware e antispyware, o mais indicado é que você tenha inclusive um desempenho seguro. Prevenir é o seguro!

    Proteja seu Smartphone – Aprenda como

    Há diversos perigos para a segurança dos seus dispositivos. É por isso que você necessita tomar ações rápidas a fim de bloquear o seu smartphone ou tablet. Iremos ver as configurações que você precisa mudar e os apps que você precisa instalar no seu dispositivo Android, Apple ou Windows para preservar hackers distantes.

    Defina um código PIN ou senha

    Você necessita utilizar a tela de bloqueio que demanda uma senha para continuar, com uma excelente senha. Esse código deve ser algo que não seja fácil de desvendar. Algo como 1-2-3-4 ou 0-0-0-0 não vai dar certo.

    Dispositivos da Apple obrigam você a configurar uma senha para a tela de bloqueio da primeira vez que você utilizá-los. No entanto, caso você tenha criado a senha há determinado tempo, talvez seja o momento de alterá-la. Vá em Configurações; Código de acesso, e crie o seu código de acesso.

    Para Android, se dirija para Configuraçõest; Tela de bloqueio para gerar um critério em desenho, PIN ou senha. Você pode testar todos os três e ver qual deles fornece o melhor equilíbrio entre segurança e comodidade. Determinados aparelhos Android incluem o reconhecimento da face e desbloqueio por voz, no entanto não são tão protegidos.

    Para celulares com Windows, se encaminhe para a tela “Iniciar” e clique em Configurações; Tela de bloqueio para configurar o código de acesso. Na configuração da tela de bloqueio, para qualquer aparelho, assegure-se de estabelecer o seu aparelho para bloquear de forma automática depois de certos minutos de inatividade.

    Verifique a proveniência dos programas

    Quando você verifica a origem de um software, você não possibilita para obter um celular hackeado. Você é capaz de diminuir o perigo ao instalar software a partir das grandes lojas de apps: Google Play, Amazon Appstore, a Apple iTunes e Windows Store da Microsoft. Aplicativos de aparelhos da Apple e equipamentos com Windows são mais seguros. Já o Android, requer alguns cuidados.

    Com o objetivo de se certificar de que você não instale apps Android duvidosos, se dirija para Configurações; Segurança e desmarque a opção “Fontes desconhecidas”. Só pois um aplicativo encontra-se em uma loja oficial não estabelece que é inteiramente seguro. Você também pode verificar opiniões e ir ver a página oficial do aplicativo.

    Mesmo aplicativos legítimos são capazes de pegar descrições do seu telefone que você pode não querer dividir. É por essa razão que você precisa averiguar as permissões do app antes de instalá-lo. É imprescindível saber quais informações de seu dispositivo o software possui acesso. Quanto menos informações, melhor no quesito segurança.

    Acione a localização remota

    Se o seu dispositivo for perdido ou roubado, os aplicativos de rastreamento podem apontar precisamente onde o celular está. Esses aplicativos ainda permitem que você limpe informações frágeis remotamente. Se o seu telefone celular cair em mãos erradas, você pode atestar-se que outra pessoa não acesse suas informações.

    Usuários do iOS possuem o Find My iPhone. Para ativá-lo, se dirija para Configurações; iCloud, ligando a opção “Find My iPhone”.

    Os usuários de Android possuem o gerenciador de aparelhos Android. A fim de habilitar o rastreamento, abra o aplicativo, associe-o a uma conta do Google e siga as instruções. Para celulares com Windows, existe o recurso “Find My Phone”. Para ajustá-lo, vá para Configurações; Find My Phone, ligando a opção.

    Dados do telefone celular – Veja como protegê-los

    Um dos principais inconvenientes ao perder um telefone celular é permitir que outra pessoa tenha acesso a todas as suas informações que são capazes de ser acessadas pelo Smartphone. Inúmeras vezes, os usuários deixam disponíveis todos os aplicativos sem que a outra pessoa que esteja em poder do Smartphone tenha dificuldades em acessá-las.

    É importante tomar alguns cuidados no momento de pôr informações no seu celular, até porque, você jamais sabe quando irá poder perdê-lo ou acabar sendo roubado por aí. Abaixo, reunimos cinco sugestões que deixarão a incumbência de qualquer pessoa desonesta mais difícil na hora de acessar as descrições de seu telefone celular e que vão garantir a integridade e a privacidade dos seus dados.

    Bloqueie a tela do seu telefone celular

    Este é um dos meios mais usuais para inibir terceiros a utilizarem seu celular. O bloqueio da tela inicial do celular é um empecilho que qualquer um precisará enfrentar sem antes ter tido acesso a qualquer dado incluído no dispositivo. O recurso é simples de configurar, onde o usuário optará por uma senha deslizante, numérica ou um código PIN.

    O iPhone 5S possui um recurso bem mais moderno. A Apple instaurou o scanner de digitais o qual possibilita que só o dono do aparelho consiga desbloqueá-lo com a sua digital. Caso contrário, não adianta nem sequer o ladrão ou outra pessoa mal-intencionada tentar desvendar a combinação da tela de bloqueio.

    A desvantagem deste mecanismo é que acaba por se tornar incômodo ter que desbloqueá-lo todas as vezes que for necessário usar o aparelho. A orientação a fim de diminuir isso é lembrar-se de ativar a tela de bloqueio somente no momento em que você não estiver em casa.

    Faça uso recursos remotos

    Recursos remotos ainda são desconhecidos por boa parcela dos utilizadores. Porém, eles são bem úteis no momento de achar um Celular extraviado. Para quem possui iPhone, a Apple pôs em seu aparelho, a contar da variante 3. 0 do iOS, o recurso “Buscar Meu iPhone”.

    Por intermédio dele é capaz que o proprietário saiba onde o seu dispositivo está se o tiver perdido, esquecido em algum lugar ou tenha sido furtado e deseja saber precisamente em que lugar encontrá-lo. O legal é que o app da Apple faz mais do que exibir ao usuário onde o seu dispositivo está.

    Você pode decidir travar imediatamente o seu equipamento e emitir uma mensagem com um celular para contato a fim de que a pessoa que acha-se em posse do seu Smartphone possa realizar o contato com você com o objetivo de entregá-lo de volta. Existe ainda a função “Apagar iPhone”, que elimina todos os dados do dispositivo.

    Para você efetuar a ativação, basta acessar a página do iCloud e ir até o menu “Configurações”. O recurso é cedido para todos os aparelhos da Apple, desde iPods e iPads, a Macs.

    Caso queira um procedimento igual da Apple saiba que estes possuem estrutura para serviços mediante sua própria conta Google. Este serviço chamado de Gerenciador de Dispositivo Android pode indicar a localização de seu aparelho dentro de um mapa, além de deletar os dados presentes no Smartphone e possibilitar o bloqueio do dispositivo remotamente.

    Para isso, basta acessar o aplicativo Configurações do Google e dirigir-se para a alternativa Gerenciador de Dispositivo Android para acionar as opções. Se você tem o costume de desativar o serviço de GPS com o intuito de economizar bateria, você não poderá saber onde seu celular se encontra.

    Realize backup de seus dados

    Este ainda é um dos métodos bastante utilizados por vários usuários. Realizar backup de seus arquivos é uma boa ferramenta. Não apenas garantindo a proteção das informações, como para livrar-se de contratempos se você é roubado ou não o ache.

    O Google oferece em seus dispositivos Android a segurança de todos os dados inclusos nos softwares. Assim como senhas de rede Wi-Fi, propensões do telefone celular e outras descrições. Para ativar esta segurança, basta ir até a repartição Backup e Restauração em Configurações.

    Deste jeito, tudo vai ficar salvo na nuvem caso você precise restaurá-los futuramente. Identicamente, a Apple oferece alternativas de backup para seus usuários. Na seção Armazenamento e Backup, nos ajustes da página do iCloud.

    Fotografias, músicas e vídeos são arquivos que nunca devem ser ignorados e necessitam estar seguros contra pessoas desonestas. Por causa disso, o mais adequado é fazer o backup de todos estes conteúdos de mídia em apps como o iCloud, Dropbox, OneDrive e Flickr.

    Encripte seus dados

    Todas as dicas que falamos já asseguram uma excelente segurança de seus dados em seu celular ou outros acessórios. Contudo nenhuma delas será tão eficaz e defenderá seu dispositivo da petulância de outras pessoas quanto a criptografia de dados.

    Criptografar dados garante um nível extra de segurança, coibindo até mesmo hackers de terem acesso às suas descrições. Se você tem conteúdo de grande valor em seu dispositivo é aconselhável usar essa dica desde então. Com isto, você estará, inclusive, se protegendo de não ter um celular hackeado.

    Isto é capaz de ser efetuado no momento em que você ajusta um código para o dispositivo nos equipamentos iOS. Para fazer este procedimento é necessário acessar Ajustes; Touch ID e Código (no iPhone 5S) ou Ajustes; Código (outros modelos) e tocar em “Ativar Código”.

    No BlackBerry existe um recurso disponível correspondente com o da Apple. À vista disso, basta ir até a repartição Configurações, depois Segurança e a seguir Encriptação. Dispositivos com Windows Phone similarmente oferecem essa ferramenta.

    O Windows Phone 8 automaticamente efetua a encriptação dos dados que encontram-se inclusos no cartão de memória. Por meio do Encryption, este evita que os dados contidos no equipamento consigam ser lidos sem a sua autorização.

    Entre os malefícios da encriptação dos dados está o caso de que certas operações do seu celular são capazes de ficar vagarosas, uma vez que todas as descrições têm que ser decodificadas anterior ao acesso.

    Configure seus aplicativos

    Os próprios softwares têm algumas formas de safar-se de que um indivíduo possa pôr conteúdos ou ter acesso a descrições sem sua permissão. O Facebook, um dos aplicativos mais utilizados nos Smartphones, disponibiliza a alternativa “Onde Você está Conectado”, que pode ser acessado na repartição Segurança no interior da página Configurações.

    Por meio deste recurso é possível que você visualize quem está conectado no seu perfil e, se desejar, desconectá-las.

    Os emails inclusive são capazes de ficar salvos caso você use o Gmail, por exemplo. Situado no canto inferior direito da caixa de entrada, o link “Detalhes” ainda permite visualizar quem esteve conectado em sua conta e fazer o cancelamento de qualquer atividade questionável.

    Vários outros softwares também têm este mesmo tipo de função, o qual é capaz de ajudar você a descobrir quem está entrando em seus perfis e apps inadequadamente.

    Com o emprego dessas dicas, fica bastante simples poder localizar seu aparelho ou defender os dados inclusos nele. É imprescindível que, se você tiver perdido seu telefone ou tenha sido roubado, acesse instantaneamente suas contas a fim de que consiga desempenhar o bloqueio de seu dispositivo e da visualização de suas informações o mais rápido que for capaz.

    News Reporter

    Deixe uma resposta